10 formas erradas de fazer Pauta Jornalística

Junte-se aos mais de 12.342 comunicadores

Inscreva-se em nossa newletter e receba conteúdos exclusivos de comunicação

Fazer Pauta Jornalística pode ser uma grande dificuldade para quem esta chegando ao mercado de trabalho. É muito comum repetir alguns erros no início, mas a experiência leva a perfeição.

Inserir o tema de forma vaga

Sobretudo, a definição de tema deve sempre ser a prioridade para quem vai fazer a pauta jornalística. Por isso, quem produzir o conteúdo deve definir o tema de forma clara e concisa. Por exemplo, o tema “moradores de rua” é muito abrangente, mas o tema “aumento dos moradores de rua durante a pandemia na baixada fluminense” é mais específico.

Não definir o foco do conteúdo

Ainda usando o exemplo do “aumento dos moradores de rua durante a pandemia na baixada fluminense”, o ideal é também mostrar qual o foco do conteúdo na hora de produzir. Nesse assunto, o foco pode ser o desemprego, a fome, saúde pública, recessão econômica e muito mais…

Não colocar o contexto do assunto

Contextualizar a escolha da pauta é importante para o produtor saber como abordar aquele conteúdo. Caso a pauta seja para uma matéria falando sobre a transfobia sofrida por Linn da Quebrada no BBB22, é importante contextualizar para quem vai produzir. Isso, para mostrar a relevância do assunto e como abordar ele.

Não mostrar a abordagem

Até nos programas mais sérios, existem matérias com o tom de humor. Da mesma forma, existem matérias mais sérias e investigativas em programas de entretenimento. Definir a abordagem do conteúdo serve para ele dialogar com o assunto e com o programa. Dessa forma, o jornalista vai produzir um conteúdo sensacional.

Não detalhar como será abordado

Quem produz a pauta deve colocar detalhes de como será o conteúdo produzido.

Se a pauta for para uma reportagem em vídeo, por exemplo, é de suma importância destacar como será abordado visualmente. Dessa forma, o pauteiro deve colocar se o conteúdo será mostrado através de filmagens, entrevistas, animações ou simulações. Também vale destacar as sonoras, o tempo de tela e o roteiro.

Isso vale para qualquer meio que a mensagem será transmitida. Por isso, quem for fazer a Pauta Jornalística deve conhecer bem o local de trabalho

Não conhecer o lugar de trabalho

Quem desenvolve a pauta deve conhecer os pontos principais sobre o lugar, como quem financia o conteúdo, o público-alvo e o posicionamento diante das polêmicas. As pautas devem andar junto com a estratégia de conteúdo e, por isso, devem colaborar com o local de trabalho.

Não elaborar perguntas

As perguntas na pauta não estão presentes somente para auxiliar na produção de uma entrevista, mas também para o jornalista responder, de forma orgânica, ao longo do seu conteúdo. Isso vale, principalmente, para conteúdos de investigação.

Não fazer sugestão de fontes

Contatar as fontes é função do jornalista que produz o conteúdo, mas quem produz as pautas pode sugerir e recomendar fontes. Esse processo adianta trabalhos e ajuda na hora de escolher o enfoque do conteúdo.

Não falar qual o público alvo

Como já dito antes, as pautas devem colaborar com a estratégia de conteúdo. Por isso, é necessário conhecer o público alvo e destacar isso na produção da pauta.

Não estruturar

Por fim, a estruturação é essencial para a organização do conteúdo. Geralmente, as mídias tradicionais possuem o próprio modelo de pauta, mas a Academia do Jornalista também disponibiliza um modelo para quem precisar.

A organização é fundamental para a clareza da pauta jornalística e, assim, o conteúdo saia de acordo com o planejado.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cursos Gratuitos

Previous
Next

Posts Relacionados